segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018


ProUni:

Selecionados em primeira chamada têm até dia 23 para comprovar dados
 Estudantes
ProUni oferece a alunos bolsas integrais e parciais em cursos superiores
(Foto: Arquivo/Agência Brasil)
Termina nesta sexta-feira (23) o prazo para comprovação dos dados dos candidatos pré-aprovados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). A confirmação das informações é requisito para garantir a vaga e deve ser feita na universidade onde o candidato vai estudar.
Os dados que devem ser comprovadas dizem respeito ao cadastro e à renda, tanto do candidato quanto de seu grupo familiar e prova de residência, entre outros. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), os candidatos devem ficar atentos e se informar nas instituições de ensino sobre os documentos, pois informações complementares poderão ser solicitadas.
O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação de instituições privadas de educação superior. Nesta edição, foram ofertadas aproximadamente 243 mil bolsas, sendo 113.863 integrais e 129.124 parciais.
De acordo com o MEC, as bolsas integrais foram destinadas a estudantes com renda per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais são para os candidatos cuja renda familiar per capita vai até três salários mínimos. Podem concorrer às bolsas do ProUni brasileiros sem diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2017, com nota superior a 450 pontos e que não tenham zerado a prova.
O estudante também deve ter cursado o ensino médio completo em escola pública, ou em instituição privada como bolsista integral, ter alguma deficiência, ser professor da rede pública ou estar enquadrado no perfil de renda exigido pelo programa.
O processo seletivo do ProUni é composto por duas chamadas sucessivas. A segunda chamada está prevista para 2 de março. No mesmo dia tem início o prazo para comprovação de informações da segunda chamada, que vai até 9 de março. Em caso de não aprovação, o prazo para manifestar interesse na lista de espera é de 16 a 19 de março.
De Brasília, Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil, 19/02/2018 12h12

Diversão para a gurizada

O Programa Domingo das Crianças volta ao Theatro São João nesse domingo (25/02)
 
A diversão será garantida com o espetáculo 'Axé Odara: O Encanto dos Orixás', que será apresentado, nesse domingo (25/02), a partir das 17h, por Lia Braga e Layla Fernandes, no Theatro São João. O trabalho aborda de forma lúdica o universo dos Orixás, com base em histórias, arquétipos, mitos, lendas e danças africanas.
A contação ganha uma nova roupagem neste espetáculo cheio de teatralidade, dança, música, brincadeira e interação com o público. A programação é Gratuita.

Serviço:
Domingo das Crianças
Quando: 25 de fevereiro (domingo)
Hora: A partir das 17 horas
Onde: Theatro São João (Centro)
Acesso: Gratuito 
Com informações da AsseCom da Prefeitura de Sobral, em 19/02/2018

Chuvas no Ceará

Ceará registra chuvas em todas as regiões do Estado
(Imagem: Mapa divulgação Funceme) 
Choveu de ontem (18), para hoje (19), em 201 localidades de 129 municípios cearenses, conforme apurou, às 14h30 de hoje, a FUNCEME – Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos.
Ainda conforme o Órgão, as 10 (dez) maiores precipitações ocorreram nas seguintes localidades e municípios: Hidrolândia (Posto Sede): 70,0 mm; Caririaçu (Posto Sede): 67,0 mm; Crateús (Posto Ibiapaba): 65,0 mm; Acaraú (Posto Sede): 64,2 mm; Ipueiras (Posto América): 62,8; Santa Quitéria (Posto Sede): 62,5 mm; Irauçuba (Posto Juá): 60,0 mm; Ipu (Posto Flores): 56,0 mm; Amontada (Posto Icaraí de Amontada): 49,0 mm e Milagres (Posto Sede): 48,8 mm.
Previsão do tempo para o período de três dias:
Para hoje, 19/02/2018, o tempo vai estar:
Entre a tarde e à noite, nebulosidade variável com chuva em todas as regiões.
Previsão para o dia 20/02/2018
No decorrer do dia, nebulosidade variável com eventos de chuva em todas as regiões do estado.
Previsão para o dia 21/02/2018
Nebulosidade variável com períodos de chuva em todas as regiões do estado ao longo do dia.
Fonte: Assessoria de Comunicação da FUNCEME, 19/02/2018

Comprovação

Aposentados e pensionistas do INSS têm até fevereiro para comprovar vida
 bancos
Quem não fizer a comprovação no tempo previsto poderá ter o pagamento bloqueado
(Imagem: Arquivo/Agência Brasil)
Aposentados e pensionistas que ainda não comprovaram ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que estão vivos têm até o próximo dia 28 para fazer o procedimento no banco em que recebem seus benefícios. Quem não fizer a comprovação de vida no tempo previsto poderá ter seu pagamento bloqueado.
Até o último dia 8, mais de 3 milhões de beneficiários ainda não comprovaram o procedimento obrigatório. Segundo o INSS, mais de 34 milhões de beneficiários têm que procurar o banco em que recebem o benefício e apresentar um documento de identidade com foto (RG, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação etc). Algumas instituições financeiras estão utilizando a tecnologia de biometria para realizar o procedimento nos terminais de autoatendimento.
Quem não puder comparecer à agência bancária por motivo de doença ou dificuldade de locomoção pode eleger um procurador que deverá ser cadastrado junto ao INSS. O procurador deverá ir a uma agência da Previdência Social munido do documento assinado pelo beneficiário e de um atestado médico, emitido nos últimos 30 dias, que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa, além dos documentos de identificação do procurador e do beneficiário. Um modelo da procuração está disponível na página do INSS.
Os beneficiários que vivem no exterior também podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS ou por meio de documento de prova de vida emitido por consulado, bem como pelo Formulário Específico de Atestado de Vida para o INSS, que está disponível nos sites da Repartição Consular Brasileira ou do instituto.
Inicialmente, o prazo para que aposentados e pensionistas fizessem a prova de vida terminaria em 31 de dezembro de 2017, mas devido ao grande número de beneficiários que perderia o prazo, o período foi estendido até 28 de fevereiro de 2018.
De Brasília, da Agência Brasil, 19/02/2018 11h00

Projeto Brincando com Esporte

Aula de campo marca o encerramento do Projeto Brincando com Esporte
 
Alunos do Projeto "Brincando com Esporte" visitaram, na manhã desse sábado (17/02), a Unidade de Conservação Refúgio de Vida Silvestre Pedra da Andorinha, localizada no Distrito de Taperuaba, zona rural de Sobral. Na ocasião, os participantes também conheceram as Fontes Termais do Olho D'água do Pajé, que ficam no limite entre os Distritos de Taperuaba e Aracatiaçu. A aula de campo marcou o encerramento das atividades do projeto que promoveu diversas atividades de lazer, esporte e cultura para as crianças no período das férias escolares. 
O projeto é uma realização da Prefeitura de Sobral, por meio da Secretaria da Cultura, Juventude, Esporte e Lazer (Secjel), em parceria com a Secretaria de Esportes do Governo do Estado do Ceará. A iniciativa contou ainda com o apoio de pesquisadores e estagiários do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UEVA) e da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). 
Com informes da AsseCom da Prefeitura de Sobral, 19/02/2018

Loteria da Caixa - Mega Sena

Mega Sena, concurso 2015 sai para uma única aposta de Curitiba (PR)
IVA informa: 
 
Uma aposta de Curitiba ganhou sozinha o prêmio de R$ 104,5 milhões, proveniente do sorteio do Concurso Nº. 2015 da Mega Sena.
O sorteio foi realizado no sábado, (17/02) às 20h (horário de Brasília) em Vinhedo (SP).
O próximo concurso da Mega Sena acontecerá na próxima quarta-feira (21/02), e tem expectativa de prêmio de R$ 3 milhões, segundo a Caixa Econômica Federal.
Confira, abaixo, as dezenas contempladas no sábado:

17 - 18 - 27 - 32 - 39 - 58

Segundo ainda o Banco, outras 130 pessoas acertaram na Quina. O prêmio para cada uma é de R$ 51.593,19.  Já a Quadra teve 12.558 acertadores, e o prêmio para cada um é de R$ 762,98.

Para apostar na Mega Sena
As apostas podem ser feitas até as 19 horas (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.
Com informações da Caixa Econômica Federal, em 19/02/2018, às 06h00.

Intervenção Federal

Câmara vota nesta segunda decreto da intervenção federal no Rio
 
O plenário da Câmara dos Deputados vota hoje (19) o decreto de intervenção na segurança do Rio de Janeiro anunciado na última sexta-feira pelo governo federal. Uma sessão deliberativa extraordinária foi convocada para as 19h. É a primeira vez que a Câmara analisará uma intervenção federal desde que a Constituição foi promulgada em 1988.
De acordo com a Constituição Federal, apesar de já estar em vigor, a intervenção precisa ser autorizada pelo Congresso Nacional. O regimento interno da Câmara estabelece que esse tipo de matéria deve tramitar em regime de urgência, com preferência na discussão e votação sobre os outros tipos de proposição. A análise de intervenção federal só não passa à frente de declarações de guerra e correlatos.
A matéria deve receber o parecer de um relator membro da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) designado em plenário pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Este parecer é que será submetido à votação em plenário.
Para ser autorizada, a intervenção precisa do voto favorável de metade dos deputados presentes na sessão mais 1, o que corresponde à maioria simples. O decreto também deve ser votado no plenário do Senado Federal.
 
Agenda
O anúncio do decreto afetou o cronograma do Congresso. Parte da agenda parlamentar fica esvaziada, uma vez que a vigência do decreto impede que os congressistas façam qualquer mudança na Constituição. A determinação inviabiliza a análise de várias propostas de emenda à Constituição (PECs) que tramitam no Congresso, entre as quais a que trata da reforma da Previdência. A discussão da proposta que altera as regras de acesso à aposentadoria começaria a ser discutida nesta semana no plenário da Câmara. Depois da edição do decreto de intervenção, a pauta do plenário foi alterada e incluiu apenas medidas provisórias e acordos internacionais.
Com o decreto em vigor, a PEC da Previdência fica mais uma vez paralisada, sem perspectiva de votação, já que a base governista ainda não conseguiu atingir os 308 votos necessários para aprovar a proposta. No entanto, a equipe de líderes do governo mantém o discurso de que as negociações em busca de apoio para a reforma não vão parar e o presidente Michel Temer disse que poderá revogar a intervenção se o governo alcançar o apoio suficiente para aprovar a proposta.
Rodrigo Maia manteve em sua agenda desta segunda-feira uma reunião com os governadores para tratar do tema, mas já adiantou que a Previdência deveria ser analisada no limite do mês de fevereiro, pois considera “difícil” manter a adesão dos parlamentares à medida que as eleições se aproximam.
O deputado ressaltou que, no contexto da intervenção, a pauta de segurança pública deve ser ganhar mais destaque. Entre os projetos que devem ser analisados pelos deputados ainda no primeiro semestre está o que endurece a legislação de combate ao tráfico de armas e drogas. Outro projeto prioritário é o que institui um sistema integrado de segurança pública para o país que, segundo Maia, daria mais condições para a criação do Ministério da Segurança Pública, anunciada sábado (17), no Rio, pelo presidente Michel Temer.
De Brasília, Débora Brito – Repórter da Agência Brasil, 19/02/2018 05h43
Utilidade pública  do:    

Educação - Nacional

Inscrições para o financiamento estudantil em universidades pagas começam hoje 
Resultado de imagem para Uma imagem para inscrições no Fies  
Começam hoje (19) as inscrições para o financiamento estudantil do governo federal. A iniciativa usa recursos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e é coordenada pelo Ministério da Educação (MEC). O período vai até o dia 28 de fevereiro, às 23h59. Os contratos vão seguir as novas regras do programa, aprovadas no ano passado.  A previsão do governo é atender a 310 mil pessoas em 2018.
Os recursos do Fies são destinados a financiar alunos em cursos superiores privados, desde que esses tenham avaliação positiva no MEC. O montante a ser pago depende de uma fórmula que leva em consideração o preço da mensalidade e a renda familiar do candidato.
No início do mês, o Comitê Gestor do Fies definiu os limites do financiamento: máximo de R$ 30 mil por semestre e mínimo de R$ 300.
As condições do financiamento precisam ser estipuladas entre o banco que irá conceder o empréstimo, a instituição de ensino e o aluno. Após a conclusão do curso, o valor da parcela dependerá da renda do estudante.
As duas modalidades do financiamento (Fies e P-Fies) são estruturadas em três faixas. A primeira contempla alunos com renda familiar bruta, por pessoa, de atê três salários mínimos, que contarão com juro real zero. A segunda é destinada a alunos com cada membro da família com renda de até cinco salários mínimos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e a terceira, a estudantes com o mesmo teto de renda familiar das demais regiões. Nesses dois casos, os juros serão um pouco acima da inflação.
 
Inscrições
Pode se inscrever quem teve média de pelo menos 450 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e que não tenha zerado a redação. Outra exigência é se encaixar dentro dos limites de faixa de renda estabelecidos para o programa.
As inscrições devem ser feitas no site do MEC. O candidato deve fornecer o número do CPF, a data de nascimento e um e-mail válido. Além disso, deve informar a renda familiar para comprovar que se encaixa nas exigências do programa.
 
Calendário
Após o encerramento das inscrições, no dia 28 de fevereiro, serão divulgados os resultados de pré-seleção e as listas de espera. A modalidade Fies disponibilizará os nomes no dia 5 de março, enquanto a P-Fies tornará público os contemplados no dia 12 de março.
Quem for pré-selecionado na modalidade Fies terá de 6 a 8 de março para fazer a complementação da inscrição. Para tirar dúvidas e obter mais informações sobre o calendário ou outros aspectos da seleção, o candidato deve acessar o site oficial do programa.
De Brasília, Jonas Valente - Repórter da Agência Brasil, 19/02/2018 06h34

Segurança - Ceará

Planalto antecipa reforço e agentes começam a atuar hoje no Estado
 Resultado de imagem para Uma imagem sobre reforço da Polícia Federal para o Ceará 
Prevista para chegar ao Estado apenas em março, força-tarefa de 36 agentes da Polícia Federal e da Força Nacional embarcou na noite de ontem para o Ceará. O envio do grupo, que reforça a partir de hoje ações de inteligência no combate ao tráfico de drogas e armas, acabou antecipado após a execução de dois líderes da facção PCC em Aquiraz.
Segundo o Ministério da Justiça, o reforço é composto por 26 agentes da Polícia Federal e 10 da Força Nacional de Segurança, comandados pelo almirante Alexandre Araújo Mota, secretário-adjunto da Secretaria Nacional de Segurança Pública. O aporte era prometido desde 30 de janeiro, três dias após chacina das Cajazeiras deixar 14 mortos na periferia de Fortaleza.
Responsável por articular o envio junto ao Palácio do Planalto, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), nega que a antecipação do envio tenha relação com a morte dos líderes do PCC.
Segundo ele, o adiantamento do reforço foi decidido em reunião entre ele e o presidente Michel Temer na noite de sábado, horas antes de confirmada a morte dos criminosos.
O senador destaca ainda que reforço é “completamente diferente” do que ocorre no Rio de Janeiro, onde foi decretada intervenção do Exército na área de segurança pública. “Esse reforço daqui é de inteligência preventiva, para estruturar o combate ao crime organizado. Não vai para as ruas, esse trabalho quem vai fazer é a Polícia Militar, a Polícia Civil”, afirma.
Eunício descarta ainda o envio de força semelhante à do Rio ao Ceará. “O Estado não está no nível do Rio de Janeiro, nem tem a especificidade das favelas como existe lá. Neste momento não cabe nenhum tipo de intervenção assim aqui”, diz.
Além do reforço ao Ceará, o presidente também agendou para as 10h de hoje uma reunião do Conselho da República. A ideia é apresentar o decreto de intervenção do Rio de Janeiro ao grupo, criado em 1990 para deliberar sobre questões relevantes para a estabilidade das instituições democráticas.
O conselho é composto pelos presidentes da Câmara e do Senado, líderes da maioria e da minoria no Congresso, o ministro da Justiça e seis cidadãos brasileiros escolhidos pela Câmara, Senado e presidente.
Líder da minoria na Câmara, o deputado José Guimarães (PT) diz que irá questionar a intervenção “unilateral” planejada no Rio.
“Queremos questionar as razões e as justificativas dessa intervenção, não podemos permitir que seja uma peça de marketing político”, diz o petista.
“Se o governo quer enfrentar a crise de segurança, deveria no mínimo chamar todos os governadores e sugerir um pacto nacional contra a violência”, afirma. Apesar de não precisar de aprovação do conselho, a decretação de ações como a intervenção no Rio depende de conhecimento prévio do grupo.
De O Povo, edição impressa, Carlos Mazza, 19/02/2018
(Clic na imagem inferior, para ampliá-la)

Homenagem e Protesto

Ato no aeroporto de Brasília homenageia Tuiuti e denuncia perseguição contra Lula
 :  
Cerca de oitenta pessoas fizeram na tarde este domingo (18) um ato no aeroporto de Brasília, em homenagem à escola de samba Paraíso da Tuiuti e em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da democracia brasileira. Organizada pelo deputado Paulo Pimenta (PT-RS), líder do PT na Câmara, e pelo Núcleo de Base Marisa Letícia, a atividade durou aproximadamente uma hora e chamou a atenção dos passageiros e trabalhadores do aeroporto.
"A ideia é mostrar com irreverência e ousadia que nós precisamos reagir em todos os espaços para denunciar o golpe, a reforma da previdência, a perseguição ao Lula, bem como mostrar que o povo brasileiro está reagindo e se organizando para defender a nossa democracia. Com esse ato queremos estimular mais pessoas a reagir contra o golpe", disse Pimenta ao final do ato.
A maioria dos participantes do ato estava fantasiado e alguns reproduziram personagens do desfile que rendeu à Tuiuti o vice-campeonato do concurso do Rio de Janeiro. Estiveram presentes alguns manifestantes com camisas da seleção brasileira de futebol – os "manifestoches" – convertidos em marionetes, o "vampiro neoliberalista", o pato da FIESP, entre outros destaques da escola de São Cristóvão. Também foram vistos vários cartazes defendendo a inocência de Lula e atacando a Rede Globo.
A Tuiuti chamou atenção por questionar se, realmente, a escravidão acabou no Brasil, protestar contra o golpe e contra a reforma trabalhista. O desfile da escola chegou a ser o assunto mais comento no Twitter em nível nacional e o segunda em nível internacional.
No caso do ex-presidente Lula, o petista foi condenado sem provas, tanto em primeiro como em segunda instância, no processo envolvendo o triplex no Guarujá (SP). Inclusive, quando o Ministério Público Federal (MPF) apresentou a denúncia, em setembro de 2016, o procurador Henrique Pozzobon admitiu não existir "prova cabal" de que o petista é "proprietário no papel" do triplex. O ex-presidente recebeu apoio de vários artistas, intelectuais e juristas.
Reforma
O líder petista avalia que esta semana será decisiva para barrar definitivamente a proposta de reforma da previdência do governo golpista, tema que está na pauta da Câmara, mas pode não ser apreciado por conta do decreto de intervenção militar no Rio de Janeiro, instrumento que veda qualquer alteração na Constituição. "Estamos em obstrução total e continuaremos nessa posição até que a reforma seja enterrada de uma vez por todas", afirmou.
De Brasília, Brasil 247, em 19/02/2018